quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

CITROËNS E FUSCAS

sou feito de freadas bruscas;
de novíssimos citroëns;
e enferrujados fuscas...

sou feito de perdas 
.. e buscas

e os gritos que eu grito
param sempre nos vidros duplos...

...sendo eu visto ou ignorado!

[ Hoje, com esse poema, alcanço uma marca. A centésima postagem. Isso não deve significar muito para ninguém, nem para mim. Mas é um bom pretexto para dizer obrigado aos novos e os leitores de sempre pela cumplicidade. Confesso que escrever essas coisas me ajuda de certa forma! Especialmente quando alguns de vocês me retornam com todo carinho e atenção. Obrigado a todos! ] 

11 comentários:

  1. Daniel, mais um que me identifico. Mas essa de fusca e citroen, claro que nunca pensei, nem nunca escreveria, mas você sempre tão criativo, na arte de expressar os sentimentos, me saí com esta ideia diferente.

    Parabéns pela sua marca. E já tem material para selecionar para um livro.

    beijo

    ResponderExcluir
  2. "Nossos corpos voltam para o lugar de onde sairam...
    Mas nossos desejos aparecem mais tarde e nos cobram a falta de ousadia."

    Daniel, este final do seu comentário foi uma boa sacada (não encontrei neste momento outro termo rsrs).

    Ser prudente é matar muitas vezes a ousadia. E não sendo prudente, e não sendo ousados, pagamos um preço.

    abraço.

    ResponderExcluir
  3. Obaaa! Meus parabéns, Daniel. E que venham centenas de outros poemas assim para que possamos nos deliciar sempre! Obrigada :D

    ResponderExcluir
  4. Ola caro Daniel...

    Venho do Blog da nossa amiga Paula Barros.. ;)

    Venho agradecer o comentário deixado em seu blog "falando do olhar de Iana" Nossa amiga é muito querida e ao comparar meus olhos com o oceanário foi divinal... ela é encantadoramente doce e adorei o carinho recebido por ela!

    Faço ideia de cá voltar mais vezes se assim o permitir...

    Adorei seu cantinho é lindo...
    Grande beijo

    Ah, quem sou? Humm... apenas uma rosa amiga
    Iana!!!

    ResponderExcluir
  5. Daniel:

    Parabéns pela centésima postagem! Vc postou no Dia da Fono, dia em q viajei para Campos do Jordão e vi lindas folhas de plátanos! Parei de escrever pq tudo ficou muito difícil, mas ainda volto.
    Abços!

    ResponderExcluir
  6. À centésima postagem é visto e não ignorado, amigo.
    Um belo poema, embora cheio de melancolia...
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  7. Daniel... Fico pensando o que seria da Blogosfera sem pessoas como você?

    Adoro a sua criatividade e a forma como encontra para dar vida aos seus sentimentos sem cair na rotina...

    Que venham mais e mais posts para nos encantar!

    Desejo para você: Um Feliz Natal!

    Um beijo carinhoso

    ResponderExcluir
  8. por isso eu prefiro sempre as bicicletas... não nos envidraçam e andam na velocidade de nossos pés.

    a originalidade de títulos e versos já é marca tua e eu sempre gosto muito!

    que venham muitas postagens mais! (e de vidros abertos)

    um beijo

    ResponderExcluir
  9. Oi Daniel, parabéns péla centésima postagem!

    Acredito que outras centenas ainda virão, talvez milhares de lindos poemas que dizem tanto com tão poucas palavras. São esses poemas os meus prediletos, do tipo "menos é mais".

    Este está mui belo e repleto de significado.

    Saiba que os "seus gritos" me atinge de cheio como uma flecha certeira no meu coração. Uma flecha que não fere, mas cura, trás acalanto.

    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  10. QUERIDÍSSIMOS AMIGOS!!!

    Neste final de ano quero desejar a todos vocês uma paz imensa! Saúde transbordante! Dias inundados de conquistas! E um oceano de felicidade!

    Obrigada pelas visitas, doces palavras e todo o carinho a mim dedicados nesses meus oito meses de vida blogueira!

    Vocês fizeram mais do que enfeitar os meus blogs, fizeram toda a diferença na minha vida!

    Amo vocês!
    Sueli Gallacci.

    ResponderExcluir

Adorei a sua companhia no caminho dos plátanos. Volte quando quiser!